domingo, 7 de abril de 2013

O VALOR DO TEMPO

No Evangelho de Lucas 22.35 nós lemos:
Jesus perguntou aos discípulos: Quando vos mandei sem bolsa, sem alforje e sem sandálias, faltou-lhes porventura alguma coisa?”.
Neste versículo lido, nós percebemos que certamente para os discípulos, depois desta pergunta feita por Jesus, não faltou mais nada. Por que eles ficaram satisfeitos com o que tinham. E nós, será que estamos satisfeitos com aquilo que temos e com o que nós somos? Ou será que sempre queremos ter e ser mais do que somos!
Quero que vocês imaginem comigo que cada um de nós possui uma conta bancária e que a cada novo dia é depositado em nossa conta um saldo de 86,400.00. Só que não nos é permitido transferir este saldo para o dia seguinte, pois ele precisa ser gasto, precisa ser consumido no mesmo dia. Pois, todas as noites este saldo é zerado, mesmo que agente não tenha gasto tudo. O que será que nós faríamos? Eu creio que certamente tentaríamos gastar cada centavo destes 86,400.00. Bom, mas nem tudo isso é imaginação. Pois, todos nós somos clientes deste banco. Este banco se chama TEMPO.
Todas as manhãs são creditados 86.400 segundos na nossa vida. Todas as noites o saldo é zerado novamente. Não é permitido acumular saldo para o dia seguinte. Todas as manhãs a nossa conta é reiniciada e todas as noites as sobras desaparecem. E nisso não há volta. Por isso, a pergunta que nós devemos nos fazer, ou que cada um deva si fazer é: como você anda gastando esse saldo, estes 86,400 segundos que Deus credita em sua vida todos os dias?
O tempo sem dúvida é muito importante, e muito valioso. Sendo ele tão importante Deus ainda nos da, ele de graça. Portanto, devemos valorizá-lo e não desperdiçá-lo com bobagens.
Para perceber o valor de um ano, pergunte a um estudante que repetiu o ano na escola.
Para você perceber o valor de um mês, pergunte a uma mãe que teve o seu bebê prematuramente.
Para você perceber o valor de uma semana, pergunte ao diretor de um jornal semanal.
Para você perceber o valor de uma hora, pergunte aos namorados que estão ansiosos por se encontrar.
Para você perceber o valor de um minuto, pergunte a uma pessoa que perdeu o ônibus.
Para você perceber o valor de um segundo, pergunte a uma pessoa que conseguiu evitar um acidente.
Para você perceber o valor de um milésimo de segundo, pergunte a alguém que venceu a medalha de ouro numa olimpíada.
Portanto, valorize cada momento que você tem.
O que aconteceu ontem é história, é passado.                                                                   
O que vai acontecer amanhã é mistério, pois ainda não sabemos.
Agora, o que acontece hoje, isso é dádiva. Por isso, é chamado de PRESENTE.
Que assim, possamos aproveitar melhor este tempo que Deus nos dá, estes 86.400 segundos de cada dia. Amém.
 Com carinho, Pastor Leandro Eicholz - IELI